Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um passo nunca vem só

Um passo nunca vem só

Sou Rainha meus senhores, sou Ultra de papel passado! #26

2017-01-16 21.23.53.jpg

Comecei 2017 com chave (coroa?) de ouro, fiz-me Ultra no Trilho dos Reis, na Serra de São Mamede no dia 15 de Janeiro, no mês em que fiz 37 anos.
 
A experiência foi magnifica, o resultado foi o pretendido: 7 horas e 38 minutos depois do tiro de partida cheguei ao fim a sentir-me capaz de mais, com vontade de fazer melhor, e isso não tem preço.
 
Correu-me tudo de feição ao longo dos 44 quilómetros da "floresta mágica"!
 
O ambiente é excitante: a música, o pórtico de saída e entrada do mercado, os animadores caracterizados ao longo do percurso, a simpatia dos voluntários (tantos!), a quantidade de fotógrafos que nos faz querer correr e sorrir para ficar bem na chapa, os requintes de malvadez na ilustração dos trilhos, um abastecimento de café quente tirado da máquina na hora ao km 30, tantos e tão bons pequenos detalhes que nos fazem sentir queridos e bem-vindos!
 
Quem, a juntar a isto, souber fazer bem a sua parte e preparar-se, não tenho dúvidas, sente-se verdadeiramente entronizado naqueles trilhos! O que eu me senti grande, mesmo perante aquelas subidas gigantes, e o que eu gostei de descer aquela serra. O sentimento é épico, como se de um duelo permanente se tratasse, ora o trilho me subjuga, obriga-me a abrandar, a apoiar-me nas coxas, a agachar-me, a meter-me de joelhos, ora eu subjugo o trilho e recupero a minha velocidade, salto troncos, derrapo, trepo, de dentes cerrados e ranho em bica, mas determinada a vencer aquela batalha, que é contra mim.
 
A serra é fantástica, o percurso não é para turistas, é para trailers de alma e coração. Os últimos quilómetros ao longo de um curso de água, no meio do arvoredo fizeram-me voar o pensamento para a serra da Lousã onde sofri tanto... fizeram-me perceber o que cresci neste último ano, como descobri um novo eu, sem mais nem medos, e deram-me a confirmação de que nada acontece por acaso.
 
Se vierem por aí outros Cursos das Novas Oportunidades, quero a validação destas minhas competências, adquiridas pela prática, à custa de muito suor, arranhões, quedas, molhas, dores e alegrias: sou Rainha meus senhores, sou Ultra de papel passado!