Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um passo nunca vem só

Um passo nunca vem só

A cada meta cruzada, pelo menos, um abraço #57

abraço meta.jpg

A cada meta cruzada, gosto de abraços.

Fui habituada desde cedo, pelo meu pai, a abraçar profundamente, descaradamente, sem pudor, sem vergonha, sem medo de mostrar fragilidade ou mariquice.

O meu pai grande e forte com voz de trovão ensinou-me, sem nunca me ter dito, que o abraço é um hábito dos generosos, dos humildes, dos resolvidos, dos bem amados.

O abraço acalma, o abraço cura, o abraço é cumplice das vitórias e é paliativo das derrotas.

O abraço é para quem pode, não é para quem quer.

Felizes os que sabem a que sabe "o" abraço.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Maio 2019

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub